Pesquisa personalizada

E Book - O Empreendedorismo na Escola

Postagens Populares:

Pesquisa personalizada
,center/>

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Como os profissionais promissores podem sabotar suas carreiras

Nem mesmo aquelas pessoas consideradas promissoras e inteligentes estão acima de cometer erros em sua vida profissional. De uma forma diferente, elas pecam, muitas vezes, por superestimar seus pontos fortes e acabam sabotando as próprias oportunidades.
Uma reportagem do "Business Insider" mostrou como esse grupo pode minar suas chances profissionais sem perceber:
1. Elas gastam muito mais tempo pensando do que fazendo
“Pesquisas e planejamento são necessários com moderação, mas podem passar uma ilusão perigosa de progresso”, disse um empresário do Vale do Silício, Chris Yeh. Segundo Chris, a maioria das pessoas inteligentes é também perfeccionista e pode ser pega neste tipo de procrastinação aparentemente produtiva. “Ela vê defeitos em detalhes em vez de acertá-los na prática.”

2. Elas seguem a tendência (e não sua paixão)
Andrew Yang, um dos diretores do Ventury For America, instituição de ensino de empreendedorismo, tem percebido entre os jovens que há uma tendência de seguir as indústrias do momento, como a de tecnologia, em vez de seguir suas paixões. Isso porque eles são mais lógicos que emocionais - e esquecem que a satisfação é uma emoção necessária na vida profissional.

3. Elas param de tentar
As pessoas que cresceram profissionalmente por sua capacidade de pensar, muitas vezes, se tornam preguiçosas. “Elas não conseguem exercitar seus talentos naturais e, eventualmente, ficam para trás dos outros que, embora pareçam menos talentosos, eles persistiram até alcançar a perfeição”, disse o empresário Lee Semels ao site.

4. Elas subestimam habilidades sociais
Algumas pessoas inteligentes não percebem que o intelecto é apenas um elemento para alcançar o sucesso e que o bom networking é um pré-requisito no mundo corporativo. “Elas nunca tentam melhorar suas habilidades sociais ou aprendem a se auto-promover e até denigrem pessoas que se destacam nessa área.”

5. Elas sempre têm a razão
Ego e inteligência é uma combinação traiçoeira. Por se acharem mais inteligentes que a média, acreditam que estão sempre com a razão e acabam parecendo arrogantes. 

6. Elas equiparam educação com inteligência
Segundo a socióloga Liz Pullen, o diploma universitário influencia no julgamento do quanto uma pessoa é inteligente, inclusive entre as pessoas que estudaram em instituições renomadas. “Mas há inúmeros casos de pessoas que não se formaram academicamente, mas são mais qualificados por sua experiência no mundo real.” [Fonte: Yahoo]

Nenhum comentário:

Pesquisa Personalizada Google
,center/>